Bastidores “Instituto Criar”

Comentários

O Programa Avesso registra os bastidores do Instituto Criar.

www.institutocriar.org

Release

Avesso apresenta os bastidores do Instituto Criar

O Programa Avesso mostra os bastidores do dia a dia do Instituto Criar de TV, Cinema e Novas Mídias. Idealizado pelo apresentador Luciano Huck, o projeto começou em 2003 e já formou mais de 1.350 jovens. O Avesso foi até a sede do Instituto no bairro do Bom Retiro em São Paulo e mostra os detalhes dessa experiência.

O instituto Criar funciona como escola de formação, que tem como missão promover o desenvolvimento pessoal, profissional e sociocultural de jovens . Ele oferece aos 150 participantes do projeto, 11 oficinas técnicas, em todas as disciplinas que compõem o audiovisual, para o aluno cursar durante um ano. Além disso, o estudante recebe uma bolsa trabalho de um salário mínimo, o transporte e a alimentação. A ONG possui um estúdio escola, dois estúdios de 3.500 metros, uma marcenaria completa, um estúdio de áudio e uma biblioteca com mais de 6.000 itens. Além disso, todos eles participam de oficinas socioculturais que tem como papel fundamental, o desenvolvimento como cidadão e transformação social.

O Instituto Criar ainda possui uma área de inserção que é ligada a todas agências, produtoras e emissoras de TV que procura encontrar oportunidades e prática profissional para todos os estudantes. A média anual de inserção é de 70 a 75%.

Em entrevista ao Avesso, o Superintendente do Instituto Criar, Luiz Alfaya fala sobre a importância do Instituto na vida desses jovens, “O que nós fazemos aqui é encontrar vocação e lapidar talento. Buscamos formar não só profissionais, mas também bons cidadãos”.

Transcrição

Mayara Aragão, Aluna – Instituto Criar: Uma porta, uma janela, um templo que abriram para a gente.

Paloma Barboza, Assist. Atendimento – Bossa Nova Films: Um mundo que eu não imaginava, que eu me descobri.

Luiz Alfaya, Superintendente – Instituto Criar: O que a gente faz aqui é encontrar vocação e lapidar talento.

Johnny William Borges, Educador Social – Instituto Criar: O Instituto Criar causa transformação.

Luciana Bobadilha, Coordenadora de Parcerias – Instituto Criar: idealizador desse instituto é o Luciano Huck.

Luiz Alfaya, Superintendente – Instituto Criar: Desde 2003, nós estamos funcionando.

Luciana Bobadilha, Coordenadora de Parcerias – Instituto Criar: Com a missão de inserir jovens de baixa renda no mercado de audiovisual.

Luiz Alfaya, Superintendente – Instituto Criar: Já passaram por aqui 1.350 jovens.

Durante o programa de formação todos os jovens recebem uma bolsa-trabalho de um salário mínimo para que eles possam se dedicar exclusivamente á formação integral, além disso todo transporte e alimentação.

Kika Palma, Gerente de Núcleos e Programas – Instituto Criar: Quando eles entram, passam no processo seletivo, eles já fazem a opção pela formação técnica que eles vão receber aqui.

Luiz Alfaya, Superintendente – Instituto Criar: Nós oferecemos 11 oficinas técnicas, em todas as disciplinas que compõem o audiovisual para cursar durante um ano no seu programa de formação. E todos os 150 jovens participam das oficinas socioculturais, essas oficinas tem o papel fundamental no desenvolvimento dos jovens como cidadãos, como seres humanos e como transformadores sociais.

Natália Wardel, Assist. Pós- Produção – Bossa Nova Films: Depois do Criar, eu evolui profissionalmente e na minha vida pessoal mesmo eu aprendi a respeitar o próximo.

Bruno Bralfperr, Ex-aluno: é formação do olhar, de você passar a enxergar o mundo através de outras perspectivas.

Luiz Alfaya, Superintendente – Instituto Criar: O instituto funciona como uma produtora, nós temos um estúdio escola, são 3.500 metros, dois estúdios, uma marcenaria completa que funciona na nossa oficina de cenografia, temos um estúdio de áudio, uma biblioteca com mais de 6.000 itens. Nós temos uma área de inserção que é ligada a todas agências e produtoras e emissoras de TV e nós procuramos encontrar oportunidades e prática profissional para cada um desses jovens.

Natalie Hornos, Coordenadora de Inserção: A nossa média anual de inserção é de 70 a 75%.

Denise Gomes, Produtora – Bossa Nova Films: Eles chegam como estagiários, mas eles vem muito preparados já. 80% das pessoas que vieram como estagiários do Instituto Criar foram efetivadas, o mundo ele é muito amplo e a diversidade faz com que ele fique interessante.

Kika Palma, Gerente de Núcleos e Programas – Instituto Criar: E a gente busca formar aqui não só profissionais, mas também bons cidadãos.

Guta Bodick, Educadora da Oficina de Cabelo e Maquiagem: Para que esse mercado, seja um mercado mais humano.

Bruno Bralfperr, Ex-aluno: Faz a gente acreditar que um mundo melhor é possível.

Redes Sociais

www.facebook.com

www.twitter.com

www.youtube.com

Mais imagens:

clomid

Newsletter

Seu conteúdo | Nossa distribuição